Esportes

Campeonato Inglês começa nesta sexta e promete disputa intensa pelo título

Imagem ilustrativa da imagem Campeonato Inglês começa nesta sexta e promete disputa intensa pelo título
City de Gabriel Jesus conquistou a última edição da Premier League. Foto: Reprodução/Twitter

O título do Campeonato Inglês 2021/22 irá para a cidade de Manchester? Os dois gigantes City e United, amplamente reforçados no mercado, entram como favoritos ao título da liga, mas Chelsea e Liverpool estão à espreita e buscam tirar proveito de qualquer tropeço.

A disputa tem início nesta sexta-feira (13), com o duelo entre Brentford e Arsenal, no Brentford Community Stadium, às 16h (horário de Brasília), e vê a primeira rodada se estender até domingo (15).

Manchester City e a necessidade de um atacante

Pep Guardiola foi muito claro após a derrota para o Leicester (1 a 0) no sábado, na Community Shield (Supercopa Inglesa). Como na temporada passada, será preciso esperar várias semanas ou meses antes de ver a melhor versão do Manchester City.

Seus principais jogadores que atuam em seleções, como Kevin De Bruyne, Phil Foden e Raheem Sterling, voltaram a treinar no início deste mês. A capacidade ofensiva dependerá muito da identidade do futuro atacante, convocado para suceder o argentino Sergio Aguero após duas temporadas de indecisão na ponta do ataque.

Esta ausência de um verdadeiro camisa nove não impediu o City de dominar o campeonato na temporada passada, mas a contratação de Harry Kane, bloqueada pelo Tottenham, é mais prioritária do que nunca.

https://twitter.com/ManCity/status/1425761327876907011

Klopp aposta na estabilidade

Como nos anos anteriores, o Liverpool não tem sido o clube mais ativo no mercado de transferências.

A única chegada importante foi a do zagueiro francês Ibrahima Konaté, vindo do RB Leipzig, mas ninguém pode garantir que ele vá conquistar a vaga de titular ao lado de Virgil Van Dijk.

O zagueiro holandês está de volta após uma longa lesão no último inverno europeu, que atrapalhou completamente a retaguarda de Jurgen Klopp, ponto forte em seu glorioso período entre 2018 e 2020 (finalista e vencedor da Liga dos Campeões e depois campeão da Inglaterra).

Os Reds terão de encontrar uma forma de substituir Georginio Wijnaldum, o meio-campista que se transferiu com passe livre para o Paris Saint-Germain.

https://twitter.com/LFC/status/1425822376902549513

Chelsea quer mais

Depois de assumir o cargo no meio da temporada passada para substituir Frank Lampard, Thomas Tuchel conseguiu tirar o melhor dos Blues muito rapidamente e guiá-los para um triunfo brilhante na Liga dos Campeões em apenas quatro meses.

Mas o proprietário russo do clube, Roman Abramovich, não está satisfeito. O Chelsea, campeão da Supercopa da Uefa contra o Villarreal nos pênaltis na quarta-feira, terá que lutar por um título na Premier League que não conquista desde 2017.

Quase uma eternidade aos olhos do magnata russo, que contratou vários treinadores nos últimos anos, sem encontrar aquele que pudesse satisfazer suas ambições.

Assim como Klopp no Liverpool, que conquistou a Liga dos Campeões antes de ser campeão da Inglaterra, o ex-técnico do PSG não pode se esconder e deve assumir seu status para buscar o título.

A iminente contratação de Romelu Lukaku será uma ajuda importante, num clube que sempre contou com um grande centroavante quando foi campeão (Didier Drogba em 2010, Diego Costa em 2015 e 2017).

https://twitter.com/ChelseaFC/status/1425771543695605769

O ano da verdade para Solskjaer

Quase três anos depois de substituir José Mourinho, Ole Gunnar Solksjaer não só quebrou um recorde de permanência no cargo em Old Trafford desde a aposentadoria de Alex Ferguson, como também alcançou resultados mais consistentes.

Vice-campeões atrás do City na última temporada e finalistas da Liga Europa, os Red Devils mostraram um jogo ofensivo mais convincente.

A contratação de Raphaël Varane vai permitir ao técnico formar, com Harry Maguire, uma das duplas defensivas mais fortes da Inglaterra, o que não aconteceu no ano passado (44 gols sofridos).

Esta eficiência defensiva será essencial para permitir ao treinador norueguês conquistar seu primeiro título como treinador do United.

https://twitter.com/ManUtd/status/1425561157268492290

Além desses quatro favoritos ao título, Arsenal e Tottenham, em declínio há duas temporadas, vivem um período de transição. A chegada de Nuno Espírito Santo aos Spurs, depois da fase de Mourinho, confirma que a equipa do norte de Londres está iniciando uma reconstrução.

< PM é morto com tiro na cabeça no Complexo da Penha Expectativa de mais policiamento nas ruas de Niterói <