Polícia

Idoso vítima de bala perdida no Salgueiro tem morte confirmada

Imagem ilustrativa da imagem Idoso vítima de bala perdida no Salgueiro tem morte confirmada
Idoso foi baleado durante confronto entre traficantes e policiais. Foto: Arquivo/ Lucas Benevides

O aposentado José Carlos da Silva Corrêa, de 63 anos, baleado durante confronto entre policiais civis e traficantes, na última terça-feira (28), em Itaúna, no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, teve morte encefálica confirmada, nesta sexta-feira (1º), pela administração do Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), no Colubandê.

De acordo com a Polícia Civil, agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), em conjunto com agentes de delegacias do município, abordaram um veículo em atitude suspeita com dois criminosos em seu interior. Durante a tentativa de abordagem, a dupla fugiu em direção ao Complexo do Salgueiro, onde houve uma intensa troca de tiros, próximo ao Largo de Itaúna.

Na ação, um suspeito foi baleado e dois homens que estavam no local foram vítimas de bala perdida. Um deles era o aposentado José Carlos Corrêa, que estava saindo da farmácia quando foi atingido por um disparo no rosto e acabou tendo morte encefálica.

Segundo a investigação inicial da Polícia Civil, as vítimas de bala perdida estavam atrás dos policiais civis, o que comprova que traficantes da região foram os responsáveis pelos disparos que atingiram o aposentado e o vendedor.

“Testemunhas afirmaram em depoimento que somente os traficantes atiraram contra as vítimas. As vítimas inocentes atingidas pelos tiros dos bandidos estavam atrás da linha dos policiais”, diz a nota da Polícia Civil.

Outra vítima de bala perdida foi o vendedor Renato Peixoto, atingido por um tiro de raspão no pescoço quando vendia aparelhos de controle remoto em uma banca. Ele foi socorrido e levado para o Pronto Socorro Central de São Gonçalo (PSCSG), no Zé Garoto, onde recebeu atendimento médico e teve alta, na última terça-feira.

< Assassinado a tiros no meio da rua em Itaboraí Invasão de residência termina com dois presos no Fonseca, em Niterói <