Polícia

Influenciador é preso em Florianópolis acusado de estupro em Niterói

Imagem ilustrativa da imagem Influenciador é preso em Florianópolis acusado de estupro em Niterói
Influenciador foi preso em Florianópolis. Foto: Polícia Civil

Um influenciador digital e 'youtuber', que atua na área de games, foi preso por policiais da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), na manhã desta terça-feira (27), em Florianópolis, em Santa Catarina. Ele é investigado pela prática do crime de estupro de vulnerável.

De acordo com o delegado titular da especializada, Adriano França, os abusos ocorreram em Niterói e São Caetano do Sul, em São Paulo.

Segundo a polícia, a mãe de uma das vítimas procurou a delegacia após ouvir relato do próprio filho, que tem menos de 12 anos, sobre os abusos que sofria desde o mês de fevereiro até meados de maio deste ano.

O delegado informou que uma segunda vítima, também menor de 12 anos, confirmou em sede policial que sofreu abusos. De acordo com a polícia, as vítimas revelaram que foram tantas as vezes que não sabiam ordenar cronologicamente.

As investigações apontam que as vítimas, que ainda não foram intimadas, são atores mirins de teatro, cinema e TV, com vários trabalhos realizados e em andamento, além de ter como características, além do trabalho artístico, idades próximas entre 10 anos a 14, caucasianas, cabelos lisos e longos.

O delegado destacou que representou mandado de prisão temporária por 30 dias para ser cumprido em São Paulo. Contudo, o youtuber não estava em sua residência como de costume em São Caetano do Sul, pois um dia antes da decretação de sua prisão viajou para Florianópolis.

Investigações

Ainda de acordo com a polícia, através do perfil no Instagram, o investigado forçava contato com as crianças e prometia acesso a trabalhos em sua área de atuação, alegando inclusive ser contratado de uma grande emissora de TV.

O delegado agora espera identificar outras vítimas no Rio e São Paulo durante o curso do inquérito policial,
mas se limitou a não dar maiores detalhes para não atrapalhar as investigações e por se tratar de procedimento sigiloso.

< O jornalista Tino Júnior se diverte no circo Niteroiense estreia com derrota no badminton dos Jogos Olímpicos <