Insatisfação

Moradores da Zona Norte fazem novo protesto após morte de caseiro

Homem foi vítima de um disparo acidental segundo a polícia

Protesto tinha cerca de 100 pessoas
Protesto tinha cerca de 100 pessoas |  Foto: Reprodução
 

Um novo protesto aconteceu na Zona Norte do Rio, na noite desta segunda-feira (6), após a morte de um caseiro, no bairro Sampaio. Ele foi identificado como Reginaldo Porto, de 38 anos. 

Leia+: Homem é morto após confusão no Rio. PM diz que tiro foi acidental

Os manifestantes ocuparam uma faixa da Avenida 24 de Maio, próximo ao Viaduto do Jacaré, bairro próximo. A Polícia Militar informou que Policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar foram acionados e estiveram no local.

Equipes do Batalhão de Choque, Grupamento de Intervenção Tática e da UPP São João também reforçam o policiamento.

Morte por acidente e protesto anterior

Ainda segundo a PM, Reginaldo morreu quando alguns policiais tentavam apartar uma confusão em uma lava-jato ilegal do bairro. O homem então teria sido atingido por um tiro acidental.

Por causa do ato, moradores realizaram um protesto e interditaram a Avenida Marechal Rondon mais cedo nesta segunda. Durante a manifestação, os presentes colocaram fogo em objetos e interditaram o trecho que liga os bairros Engenho Novo e São Francisco Xavier.

Moradores foram mais agressivos no protesto da manhã
Moradores foram mais agressivos no protesto da manhã |  Foto: Reprodução
  
< Veja 5 brasileiros com estátuas no Madame Tussauds Botafogo sai na frente, sofre com 'Lei do ex' e perde para o Goiás <