Investigação

No hospital, influencer é intimado para responder sobre estupro

Bruno Krupp está internado em uma unidade de saúde do Méier

Carro chegou na unidade na tarde desta quarta-feira (3).
Carro chegou na unidade na tarde desta quarta-feira (3). |  Foto: Lucas Alvarenga
  

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá esteve no Hospital Marcos Moraes, no Méier, nesta manhã de quarta-feira (03). Eles teriam ido até o local para notificar e intimar o modelo e influenciador Bruno Krupp, de 25 anos, para que ele deponha sobre a acusação de estupro aberta contra ele. 

Uma mulher informou que o modelo foi até o seu apartamento e teria forçado o ato sexual. A vítima completou que pediu para que Bruno parasse, mas o pedido não foi atendido. O advogado de Bruno, William Pena, nega a acusação. 

“Essa queixa já foi retirada. Ele e a moça estavam em uma festa e ela já retirou a queixa dizendo que não quer prejudicar o Bruno. Ela é bem consciente do que ocorreu. Ela disse depois que foi consensual e que a queixa foi feita num momento impensado”, afirmou o defensor. 

Leia+: Bruno Krupp relata que moto teve problema no freio e tinha placa

Leia+: Bruno Krupp é preso em hospital por morte de jovem em acidente

Leia+: Acidente envolvendo Bruno Krupp termina em morte na Barra da Tijuca

O advogado contou que, apesar de os policiais civis da DEAM terem pedido pra Bruno depor, ele não possui condições físicas no momento. 

“Ele tá na sala de cirurgia ainda e esta fazendo uma reposição de peles, já que ele foi projetado no acidente e raspou no asfalto. Ele está com o joelho quebrado. Ele está com braços e pernas enfaixadas e sem conseguir se mover. O ortopedista vai avaliar se vai colocar anel nas vértebras machucadas a C5 e a C7. Ele ainda deve fazer fisioterapia e não tem previsão de alta”, disse o advogado. 

Sobre outros processos contra Bruno, o advogado disse que já resolveu alguns deles.

“Mandaram intimar ele para depor, mas como ele vai depor se está internado passando por cirurgia? Tem um monte de coisas que eu, como advogado da família, já resolvi. O processo de estelionato contra ele já foi arquivado, inclusive. Já esse acidente foi uma fatalidade. Entendemos a dor da família, mas tem uma família desse lado aqui sofrendo”, contou. 

O advogado ainda afirma que o judiciário pecou ao pedir a prisão de Bruno sem analisar as provas.

“Vamos pedir um habeas corpus, pois não tem fundamentação lógica o que ocorreu. O judiciário pecou ao pedir a prisão dele sem olhar as câmeras da CET-RIO, sem ouvir testemunhas e sem ouvir ele”, concluiu. 

Atropelamento

Bruno Krupp, ex-namorado de Sarah Poncio, se envolveu em um acidente grave na noite do último sábado (30), e teria atropelado um adolescente, de 16 anos, por volta das 23h, na Avenida Lúcio Costa, próximo ao Posto 3, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. 

Imagens que circulam nas redes sociais mostram a vítima do atropelamento aguardando socorro às margens da orla com um grupo de pessoas. Nos vídeos, testemunhas afirmam que o modelo estava pilotando uma motocicleta em alta velocidade quando atingiu o menor que estava com a mãe, atravessando a rua.

A vítima morreu na segunda-feira (01) no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Já Bruno, segue internado. 

O caso está sendo investigado pela 16ª DP (Barra da Tijuca). Em nota, a Polícia Civil informou que o caso foi registrado inicialmente como lesão corporal na direção de veículo automotor, mas com a morte da vítima será investigado como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

< Simony revela diagnóstico de câncer: 'Estou forte e confiante' <