Pronunciamento

'Não fiz nada', alega Krupp sobre acidente com morte. Veja vídeo

Modelo ainda contou que foi chamado de assassino

  

O modelo Bruno Krupp gravou um vídeo nesta quarta-feira (3) de dentro do hospital Marcos Moraes, no Méier, onde está internado após um acidente que vitimou o jovem João Gabriel de 16 anos, dizendo que não fez nada e que foi apenas um "incidente".

Na gravação, o influencer aparece com os braços enfaixados em cima da cama da unidade particular. Ele afirmou que funcionários o chamaram de "assassino" e o trataram mal durante o atendimento. O modelo também contou que não fugiu do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para onde foi levado no sábado (30).

"Não fugi do hospital e dos médicos. Eu fiquei três horas esperando e ninguém me atendia. Eu estava morrendo no hospital. Os empregados me tratando mal, me batendo com maca, me chamando de assassino, como se eu tivesse feito alguma coisa errada", contou Bruno Krupp.

Eu não bebi, não usei drogas. Eu não fiz nada. Gente, foi um incidente. Bruno Krupp, Modelo
  

Leia+: Bruno Krupp relata que moto teve problema no freio e tinha placa

Leia+: Bruno Krupp é preso em hospital por morte de jovem em acidente

Leia+: Justiça manda prender Bruno Krupp por morte de adolescente

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a direção do Lourenço Jorge informou que Bruno Krupp foi atendido na noite de sábado e passou por cuidados e exames indicados, inclusive uma tomografia computadorizada. 

O órgão negou registro de quixa do modelo sobre condutas inadequadas realizadas por funcionários da unidade. Caso o influencer queira formalizar uma reclamação, a direção do hospital está disposta a ouvir e abrir um procedimento para apurar os fatos.

"Em diversos momentos durante o atendimento ele expressou desejo de deixar a unidade e ir a um hospital da rede particular", disse em nota a SMS. 

< Sambista é assassinado durante briga de trânsito no Rio <